A EMPRESA

A MÉTRON ACÚSTICA é uma empresa especializada em ACÚSTICA que tem como objetivo a melhor prestação de serviços, buscando sempre superar a expectativa de nossos clientes. Somos associados a ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas e desenvolvemos nossos trabalhos de acordo com as recomendações técnicas constantes em normas nacionais e internacionais. Trabalhamos com cadastro de fornecedores de produtos ou serviços com qualidade assegurada. Sempre asseguramos máxima satisfação aos nossos clientes.



MISSÃO - VISÃO - VALORE
S

Missão - Buscar sempre no exercício de nossa atividade difundir os conceitos de acústica e vibração e inovar nas soluções de forma atender cada vez melhor aos nossos clientes.

Visão - Ser a Melhor Prestadora de Serviços em Acústica e Vibração, associada a fornecedores de produtos e serviços com qualidade assegurada, segundo as recomendações técnicas Nacionais e Internacionais, com responsabilidade social.

Valores - Buscar sempre a superação das expectativas de nossos clientes, através da Excelência no atendimento, da Transparência e da honestidade em nossos serviços.



RESPONSABILIDADE SOCIAL

1. ABRINQ

A Métron Acústica está comprometida com a promoção de ações em defesa dos direitos e do exercício da cidadania da criança e do adolescente.

Somos uma empresa 'Amiga da Criança'

Os 10 Compromissos Assumidos
:

1. Dizer não ao trabalho infantil, não empregando menores de 16 anos, exceto na condição de aprendizes e só a partir dos 14 anos.

Através da Emenda Constitucional nº 20 de 15/12/1998, a Constituição Federal proíbe o trabalho para menores de 16 anos, exceto na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos.

Segundo a Lei 10.097/00 de 19/12/2000, que regulamenta o trabalho do aprendiz, o contrato de aprendizagem é "o contrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 anos e menor de 18 anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico, e o aprendiz, a executar, com zelo e diligência, as tarefas necessárias a essa formação".

A Empresa Amiga da Criança respeita esta legislação, não empregando menores de 14 em nenhuma circunstância; empregando jovens entre 14 e 18 anos em regime de aprendizagem; e não empregando menores de 18 em atividades perigosas, insalubres ou noturnas.

2. Respeitar o jovem trabalhador, não empregando menores de 18 anos em atividades noturnas, perigosas ou insalubres.

Além de não empregar menores de 14 em nenhuma circunstância e empregar jovens entre 14 e 18 anos em regime de aprendizagem, a Empresa Amiga da Criança se compromete em não empregar menores de 18 em atividades perigosas, insalubres ou noturnas.

A lista completa dos ofícios proibidos para menores de 18 anos está na Portaria 20/2001 do Ministério do Trabalho.

3. Alertar seus fornecedores, por meio de cláusula contratual ou outros instrumentos, que uma denúncia comprovada de trabalho infantil pode causar rompimento da relação comercial.

A Fundação Abrinq acredita que, além de não empregar crianças, a empresa também deve conscientizar e informar seus fornecedores para que não o façam. É inaceitável que uma empresa se aproveite do baixo custo da mão-de-obra infantil utilizada em outros elos da sua cadeia produtiva para obter ganhos econômicos.

Nesse sentido, esse compromisso implica a descontinuidade da relação comercial com o fornecedor no caso de denúncia comprovada de utilização de mão-de-obra infantil por parte deste.

Ao receber a denúncia de trabalho infantil envolvendo seu fornecedor, a Empresa Amiga da Criança deve desenvolver iniciativas que ajudem o parceiro a resolver o problema e, caso isso não seja possível, não dar continuidade às relações comerciais com o fornecedor. Há duas formas de informar e conscientizar seus fornecedores sobre essa prática, e a empresa deve optar por uma delas:

a) Incluir nos contratos de fornecimento uma cláusula de não-utilização de mão-de-obra infantil ou de trabalho irregular de adolescentes. Dessa forma, a empresa garante contratualmente o seu direito de não dar continuidade à relação comercial num caso comprovado de exploração de mão-de-obra infantil.

4. Fornecer creche ou auxílio-creche para os filhos de funcionários.


Ao cumprir o estabelecido no Artigo 389, alínea IV, parágrafo 1º da CLT e nos acordos coletivos de trabalho, provendo creche ou auxílio creche aos filhos dos funcionários, a Empresa Amiga da Criança contribui para que essa importante etapa do desenvolvimento da criança possa ocorrer em condições sadias.

A empresa deve consultar no acordo-coletivo assinado com o sindicato da sua categoria até que idade da criança a empresa deverá fornecer a creche ou auxílio-creche. Não tendo essa informação no acordo-coletivo prevalecerá o estabelecido na CLT.

5. Assegurar que os funcionários matriculem seus filhos menores de 18 anos no ensino fundamental e empreender esforços para que todos freqüentem a escola.

A empresa pode ter essa garantia através de uma simples declaração escrita, eletrônica ou verbal, pesquisa interna, desde que registrada por ela.
A empresa também deve orientar seus colaboradores sobre a importância de que as crianças e adolescentes freqüentem a escola. Isso pode ser feito através de palestras, comunicados impressos e eletrônicos ou outros meios de comunicação adequados à realidade da empresa.

6. Incentivar e auxiliar as funcionárias gestantes a realizar o pré-natal e orientar todas as funcionárias sobre a importância dessa medida.


Para incentivar e auxiliar as funcionárias gestantes, a empresa pode tomar as seguintes iniciativas:

- Liberar as funcionárias gestantes para realização das 6 (seis) consultas
   pré-natais recomendadas durante o horário de trabalho;

- Todos os departamentos da empresa devem ser orientados a dar atenção
   especial às funcionárias gestantes.

7. Estimular a amamentação, dando condições para que as funcionárias possam amamentar seus filhos até no mínimo os 6 meses de idade.


Para ajudar as funcionárias na amamentação de seus filhos, a Empresa Amiga da Criança pode tomar as seguintes iniciativas:

- Oferecer instrumentos e ajuda necessária para que a mãe possa retirar e acondicionar seu leite durante o horário de trabalho para posteriormente alimentar a criança;

- Fornecer descansos periódicos e/ou flexibilidade nos horários de trabalho para que as mães amamentem seus filhos de até 6 (seis) meses de idade.

8. Orientar seus funcionários a fazer o registro de nascimento dos seus filhos.


Ao solicitar dos funcionários as Certidões de Nascimento de seus filhos, orientando-os sobre a importância do registro civil, as empresas darão uma importante contribuição à defesa dos direitos da infância.

Por meio de diversos materiais ou encontros, a empresa pode informar seus funcionários da importância do tema; e orientar aqueles que possuírem filhos não-registrados a procurar um cartório, onde o registro pode ser feito gratuitamente.

9. Fazer investimento social na criança ou adolescente compatível com o porte da empresa, conforme estabelecido pela Fundação Abrinq.

Conheça nosso programa de ação social e comprometimento com a educação ambiental.

10. Contribuir para Fundo de Direitos da Criança e do Adolescente, com o equivalente a 1% do imposto de renda devido, conforme estimativa de lucro tributável da empresa no exercício.



2. PROGRAMA MÉTRON ACÚSTICA DE EDUCAÇÃO SONORA E AMBIENTAL PARA CRIANÇAS E ADOLECENTES (PRÓ-ACUSTICA)


A Métron Acústica está comprometida com a promoção de ações em defesa dos direitos e do exercício da cidadania da criança e do adolescente.

Neste sentido, a MÉTRON ACÚSTICA desenvolveu um projeto de EDUCAÇÃO SONORA para apoio a programas de EDUCAÇÃO AMBIENTAL voltados para CRIANÇAS E ADOLECENTES.

Assim, o PROGRAMA MÉTRON ACÚSTICA DE EDUCAÇÃO SONORA E AMBIENTAL PARA CRIANÇAS E ADOLECENTES tem por objetivo difundir os conceitos básicos da Acústica e a relação do Som e do Ruído com o SER HUMANO e com o MEIO AMBIENTE.


O programa oferece à comunidade oportunidade de conhecer: os fundamentos básicos da Acústica; os princípios da audição e da geração dos sons pelo homem; os efeitos da poluição sonora sobre a saúde humana - a exemplo dos perigos do uso de fones de ouvido e da exposição prolongada em ambientes com "som alto"; os parâmetros estabelecidos pelas legislações e as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde); as entidades e os programas de apoio ao cidadão e combate à Poluição Sonora; as atividades dos profissionais de engenharia, segurança dos trabalhadores, médicos e fonoaudiólogos.

Concebido para ser implementado em duas etapas, num primeiro momento o programa oferece orientação e material sobre Educação Sonora e Ambiental aos professores das disciplinas de ciências, geografia, física e demais educadores interessados na implementação de trabalhos de educação ambiental que tenham como público as crianças e os adolescentes.

Numa segunda etapa, disponibilizamos nossos profissionais para a realização de palestras gratuitas em escolas públicas ou entidades de apoio e assistência à criança e ao adolescente carentes. Nestes momentos são introduzidos os conceitos físicos do SOM; sua interação com a saúde humana; os limites recomendados por normas, legislações e pela OMS; os direitos do cidadão, a quem recorrer e o papel dos profissionais de engenharia, meio ambiente, segurança do trabalhador, médico e fonoaudiólogo.

Após adesão ao programa, as escolas e entidades ainda concorrerão a um pacote de Projetos para Tratamento Acústico de suas instalações: Auditórios Salas de Aula, Biblioteca, Ginásio e Quadras Cobertas.

Para conhecer mais sobre o Programa ou inscrever sua Escola ou Instituição, clique aqui ou entre em contato conosco pelos telefone: 31-3225-2147 / 31-7812-2147 ou escreva para:

MÉTRON ACÚSTICA ENGENHARIA E ARQUITETURA LTDA.
"PROGRAMA DE EDUCAÇÃO SONORA E AMBIENTAL"
Rua Maranhão, no 800, 3º andar - Bairro Sta. Efigênia.
Belo Horizonte - MG - CEP: 30150-330



COMPROMETIMENTO TÉCNICO

ABNT

Fundada em 1940, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro.

É uma entidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Fórum Nacional de Normalização e membro fundador da ISO ( International Organization for Standardization), da COPANT ( Comissão Pan-americana de Normas Técnicas) e da AMN ( Associação Mercosul de Normalização).

Sendo uma Empresa associada a ABNT, a MÉTRON ACÚSTICA assume o compromisso de desenvolver todos os seus trabalhos à luz das Normas Nacionais e Internacionais, e buscar participar de maneira ativa nos Comitês Técnicos de Normalização, de forma a fazer parte da construção da normalização técnica em nosso país.

Tecnologia empregada

A MÉTRON ACÚSTICA utiliza instrumentos de alta precisão produzidos pelos líderes mundiais na fabricação de Medidores de Nível de Pressão Sonora. Utilizamos também as mais modernas ferramentas computacionais de Engenharia Acústica, com aplicativos para análise de freqüência em bandas de oitavas e 1/3 de oitavas de acordo com as normas internacionais, além de softwares específicos para análise de espectro, garantindo assim a qualidade dos nossos serviços.


Topo